Seguidores

quinta-feira, 9 de junho de 2016

♥40 ª semente:vem da Shirley ♥

A amoreira altiva serena raízes fincadas no tempo prenhe de doçuras vermelhas balança os longos braços acenando ao sol que cochila no poente. Descalça a brisa pisa na terra úmida e chega como fazer um blog perto de um sapo luzidio que olha fixamente o nada. Agregada ao cenário da tarde permaneço imóvel por longos momentos enquanto me enrosco toda no cipoal dos pensamentos.

A amoreira altiva serena 
raízes fincadas no tempo 
prenhe de doçuras vermelhas 
balança os longos braços 
acenando ao sol que cochila no poente. 
Descalça a brisa pisa na terra úmida 
e chega perto de um sapo luzidio 
que olha fixamente o nada. 
Agregada ao cenário da tarde
 permaneço imóvel por longos momentos
 enquanto me enrosco toda no cipoal dos pensamentos.

Shirley Shirley como fazer um blog Brunelli Crestana
A amoreira altiva serena raízes fincadas no tempo prenhe de doçuras vermelhas balança os longos braços acenando ao sol que cochila no poente. Descalça a brisa pisa na terra úmida e chega como fazer um blog perto de um sapo luzidio que olha fixamente o nada. Agregada ao cenário da tarde permaneço imóvel por longos momentos enquanto me enrosco toda no cipoal dos pensamentos.
A amoreira altiva serena raízes fincadas no tempo prenhe de doçuras vermelhas balança os longos braços acenando ao sol que cochila no poente. Descalça a brisa pisa na terra úmida e chega perto como fazer um blog de um sapo luzidio que olha fixamente o nada. Agregada ao cenário da tarde permaneço imóvel por longos momentos enquanto me enrosco toda no cipoal dos pensamentos... Shirley Brunelli Crestana

9 comentários:

  1. Uma semente linda da amiga Shirley.
    Palavras bem tocantes e reflexivas.
    Bjs Chica
    Carmen Lúcia.

    ResponderExcluir
  2. Que linda semente da Shirley que tão bem inspirada nos oferece pérolas da poesia.
    Que ela tenha bons momentos de descanso assim como voce, para voltarem a nos ofertar coisas belas e não findas.

    Um duplo abraço.

    ResponderExcluir
  3. Hehehehehe! O meu actual problema... um sapo, que me olha fixamente, lá no meu canto... brincadeiras à parte... um poema muito bonito por aqui... semeando serenidade...
    Beijinhos! Continuação de uma boa semana!
    Ana

    ResponderExcluir
  4. Olá, Chica, que surpresa agradável. Claro que gostei de estar aqui ... E você, sempre incansável, inventando meios de unir os amigos.
    Chica, um grande abraço, cheio de estrelas!!!

    ResponderExcluir
  5. Tão linda a escrita da Shirley!
    que cheguei a ver as amoras e a doce brisa!
    bjs

    ResponderExcluir
  6. Uma boa inspiração da Shirley perto da amoreira...
    Beijos.

    ResponderExcluir
  7. Haha, essa conheço bem! Talentosa, sempre delicada e uma baita companheira de muitos blogueiros.
    Beijo, Schirley!!
    *beijo, Chica!

    ResponderExcluir
  8. Que delícia ler sobre a amoreira! Amo amoras e quando caminho, paro para saboreá-las nos pés plantados aos montes pelos trajetos! Linda poesia! Abraço a ela e a você! Como estão aí nesse paraíso?

    ResponderExcluir
  9. Uma semente bem reflexiva e comovente...
    Abç

    ResponderExcluir

♥ Ficamos felizes em ver vocês por aqui! Obrigadão! ♥